7 segredos para passar em concurso público mais rápido

 

Acho que você já deve ter descoberto que não se consegue as coisas boas da vida por meio de atalhos.

É chato, mas é verdade, ou seja, você não passará em um bom concurso público apenas utilizando técnicas de chute ou lendo uma apostila no trajeto para o serviço.

Para passar você precisará de técnica, inteligência, sacrifícios e um bom caminho a percorrer.

Mas não desanime, tenho uma ÓTIMA NOTÍCIA!

Não existem atalhos, mas existem CAMINHOS MAIS CURTOS.

Sim, o caminho de estudo para concursos é longo, mas, observando quem já o trilhou, você descobrirá maneiras de chegar ao final desse caminho de forma mais rápida.

Mas, como descobrimos o caminho mais curto?

Os caminhos para passar mais rápido em concursos públicos estão por aí, podemos encontrá-los no youtube, na web, em blogs, depoimentos de aprovados, em livros. Enfim, em todos os lugares. O que faremos aqui é sintetizar todas as informações daqueles que passaram mais rapidamente nos concursos públicos.

Então, é importante que você saiba que se você quer passar mais rapidamente em qualquer concurso, você precisa aprender a descobrir o que estudar, quando estudar, como estudar e como fazer as provas.

Aqui analisaremos exatamente estes pontos.

Preparado?

 

1)      Revisão

 

A revisão é exatamente o que vai te colocar entre os primeiros lugares no concurso ou a falta dela é o que pode te deixar fora das vagas.

Ela não é somente importante, ela é essencial para a sua aprovação.

Se você perguntar para a maioria dos que passaram mais rapidamente e em boas colocações em concursos públicos, provavelmente a grande maioria responderá que a revisão fazia parte de sua rotina.

Existe uma teoria bem interessante chamada curva do esquecimento, segundo ela, em 21 dias você lembra apenas de 8% do que aprendeu, ou seja, em uma aula de 60 minutos, se você não fizer uma revisão, você lembrará apenas de 5 minutos do conteúdo dessa aula.

Triste, não?

Mas existem excelentes técnicas de revisão que podem resolver esse problema, e quem as utiliza geralmente comemora um excelente resultado em concursos.

Para não perdermos muito tempo,  vamos resumir as principais técnicas de revisão:

 

Resumos para concursos:

 

Se você nunca utilizou a técnica de resumos para concursos na hora de estudar, está perdendo uma grande oportunidade de turbinar sua memorização e seu aprendizado, além de suas chances para alcançar a tão sonhada vaga em um cargo público em menos tempo.

A simplicidade dos resumos e sua importância para solidificação do conhecimento são pontos muito importantes para todo aquele que realmente quer ser aprovado!

Fizemos um artigo especial sobre “como fazer resumos para concursos públicos”. Confira a seguir:

 

 

Mapas mentais para concursos:

 

Mapa mental é um diagrama (desenho) que resume de forma gráfica idéias e conceitos, conectando palavras e imagens a um nó central. Os mapas mentais são extremamente úteis para memorização, principalmente se forem elaborados à mão. Ele também pode ser utilizado para revisão e memorização dos principais conceitos, ajudando dessa forma, na memorização, e com certeza, aproximando você da tão sonhada aprovação.

O estudo por meio de mapas mentais acelera a memorização por trabalhar não só o visual, mas também o espacial, o criativo e muito mais.

Existem técnicas específicas sobre mapas mentais que você pode ver no artigo que preparamos:

 

 

Flash Cards para concursos:

 

Flash cards são pequenos pedaços de papel com uma pergunta na frente e uma resposta no verso. É um método que foca na memorização (decoreba) e seu uso é simples: basta tentar acertar a resposta atrás do papel.

A técnica de flash cards é muito recorrente no estudo de idiomas ou fórmulas.

Na área de concursos é muito útil para as disciplinas de Matemática, Estatística, Contabilidade e outros conceitos difíceis de memorizar e que constantemente caem nas provas.

Existem programas e técnicas específicas para fazer flash cards. Abordamos esse assunto no  artigo “como fazer flash cards para concursos”.

 

 

E, se você quiser entender um pouco melhor sobre revisões fizemos também um artigo especial sobre o assunto. Veja só:

 

 

2)      Material de qualidade

 

 

Se você analisar as entrevistas de “arrependimentos” daqueles que passarem em primeiro lugar, verá que muitos reclamam de ter perdido muito tempo e dinheiro em materiais de péssima qualidade.

 

Felizmente, existem excelentes cursos preparatórios e livros no mercado, então, não perca tempo nem seu dinheiro em materiais de segunda linha. Seu tempo é precioso, então, invista em algo de qualidade.

 

Para ajudá-lo nessa tarefa, fizemos um artigo sobre “os melhores cursos preparatórios para concursos”.

 

 

 

3)      Questões de provas anteriores

 

Cada banca de concursos possui sua peculiaridade, suas características e, estranhamente, costumam repetir perguntas. Ter intimidade com a banca pode auxiliá-lo absurdamente na aceleração de seu aprendizado.

Mas você precisa entender uma coisa…

No início dos estudos (e às vezes até no final), você poderá ter um péssimo desempenho nas questões e isso não significa que você esteja indo mal, não significa que você não esteja aprendendo.

Com o tempo, você vai pegando o “jeito da banca”, descobrindo como ela pensa e seu desempenho vai melhorando.

O estudo por questões exige técnica, ou seja, não basta ver se acertou ou errou. Você deve pegar cada alternativa e aprofundar, ver se ficou alguma dúvida, pesquisar, procurar entender e gravar cada alternativa.

Preparamos um artigo sobre sites e aplicativos que podem ajudá-lo na resolução de provas e questões anteriores.

 

 

4) Organização

 

Acredito que você concordará comigo que muitas vezes nossas limitações para realização de qualquer atividade são mais internas que externas.

Você já deve ter sentido isso na pele, seja na hora fazer um regime ou entrar numa academia.

Com os estudos para concursos não é diferente. Para conseguirmos bons resultados, precisamos além de uma motivação muito alta, uma organização acima da média para acompanhar as aulas e revisões.

Pensando nisso, você precisa ter um bom cronograma de estudos, alinhado a um método de acompanhamento, seja ele o método tradicional ou o método de ciclo de estudos.

É possível ter uma boa organização e conseguir estudar bem, mesmo não sendo “muito organizado”.

Como o tema exige um pouco mais de informação, fizemos um artigo chamado: Como montar um Cronograma de Estudos perfeito para sua rotina.

 

Clique aqui para ver o artigo

 

 

5) Estabilidade Emocional

 

Eu sei que é difícil, mas conseguir uma estabilidade emocional pode ser algo essencial para acelerar o estudo.

Concurseiros costumam ser “noiados” por natureza, mas entender a situação, não se cobrar em demasia e não ficar dando atenção para boatos que podem desmotiva-lo é essencial.

Percebo que muitos candidatos bem preparados não conseguem passar na prova por nervosismo: quem nunca ouviu falar nos famosos brancos, desmaios e diarréia na hora da prova.

Não tenha vergonha de procurar ajuda de um bom profissional, como um psicólogo ou psicanalista. Ele poderá ajudá-lo nessa tarefa.

Do que adianta meses ou anos de estudo e não estar preparado emocionalmente para fazer a prova?  E isso fazer com que você coloque tudo a perder?

 

6) Faça suas próprias regras

 

Muitos concurseiros ficam enlouquecidos se comparando com os colegas ou com entrevistas dos primeiros colocados.

Mas, se você observar os aprovados em concursos públicos, não existe um único método ou regra capaz de levá-lo à aprovação.

O que fazer então?

A forma “mais inteligente” de abordar a situação é descobrir os métodos e regras que melhor funcionam para você.

Talvez, você ache uma perda de tempo fazer resumos, flashcards, ou até mesmo ler livros especializados.

Não tem problema nenhum, você não é obrigado a utilizar estes métodos.

Algumas pessoas preferem apostilas em pdf, vídeo-aulas e outras, livros especializados. Isso não importa muito, o que importa é que você descubra um bom método de revisão, memorização e aprendizado que funcione para você.

Outro grande problema que faz muitos candidatos surtarem é a comparação com o  tempo de estudo de outros concurseiros.

Existem pessoas que conseguem estudar 18 horas por dia, outras no máximo 3, e, você verá ambas serem aprovadas em bons concursos públicos. 

O que importa nisso tudo?

É você estudar o máximo que pode sem se enganar.

É preferível 1 hora de estudo com qualidade, organização e concentração que 20 horas estudando no facebook.

O seu comparativo não deve ser com os outros, mas uma análise interna. Você terá que descobrir, sem culpa, se está dando o máximo possível com equilíbrio.

Todo mundo sabe se está dando o máximo ou o mínimo, então, utilize o seu próprio parâmetro e não se compare com os outros.

 

Agora que você já sabe o que é importante para ser aprovado mais rapidamente em qualquer concurso público, você precisará entender também o que é mais importante em cada fase de estudo.

 

7) Descubra a fase de estudo que você está

 

Para saber como acelerar seu aprendizado, é importante identificar em qual fase de estudo você está.  Existem basicamente 3 fases de estudo.

Fase 1 – Início de Estudo

 

Essa fase é para aqueles que estão iniciando os estudos para concurso.

Geralmente é uma etapa em que a motivação está alta e você está muito aberto a novidades. Nessa fase também ocorrem as maiores perdas de tempo, seja pela escolha de um material de má-qualidade, seja pela falta de conhecimento dos métodos de estudo, aprendizado e organização.

O mais importante é ter um bom curso preparatório e uma boa organização.

Também é nessa fase que você deverá aprender a fazer resumos e revisões. Abaixo listamos pontos importantes a serem analisados no início do estudo.

 

O que é importante no início do Estudo.

 

Fase 2- Intermediária

 

Essa fase é para aquelas pessoas que já fizeram pelo menos um curso preparatório completo.

A maioria dos candidatos desiste aqui, então, manter uma estabilidade emocional e uma motivação elevada será essencial para passar por essa etapa.

A maioria dos que conseguem passar a fase intermediária, são aprovados em concursos públicos, então, não desista. Você está perto J.

Na fase intermediária, as técnicas de estudo devem mudar um pouco. Nessa etapa você deve focar em questões de concursos e livros aprofundados na área. Talvez seja interessante procurar cursos preparatórios cujo foco seja a resolução de questões.

Um dado importante é não abandonar os resumos e as revisões. Nessa fase também é importante você reler os pdfs ou livros sobre assuntos que você tem dificuldade e revisar constantemente os assuntos que você considera mais difíceis.

O que é importante na fase intermediária do estudo:

  • Estabilidade emocional e motivação;
  • Continuar fazendo resumos e revisões;
  • Foco do estudo em questões de concursos e livros aprofundados
  • Cursos preparatórios com ênfase na resolução de questões; e
  • Reler pdfs ou livros sobre assuntos que você está com dificuldade de revisar.

 

Fase 3 – Avançada:

 

Dificilmente quem chega numa fase avançada desiste, mas o monitoramento da estabilidade emocional continua importante.

Aqui, você deve já saber muitas questões de concursos da banca “de cor”, então, é interessante procurar simulados e cursos avançados sobre os temas.

Para isso você deverá fazer muitas questões de concursos, fazer constantes revisões dos temas estudados e acompanhar as novidades da legislação e jurisprudência.

O que é importante na fase intermediária do estudo:

  • Monitoramento da estabilidade emocional e motivação;
  • Continuar fazendo resumos e revisões;
  • Aprofundamento nas novidades legais e jurisprudenciais e temas complexos;
  • Continuar fazendo questões de concursos; e
  • Procurar simulados e cursos avançados sobre os temas.

 

 Resumindo:

 

Como passar em concurso público:

  • Aprendendo a fazer revisões
  • Estudando por materiais de qualidade
  • Fazendo provas de concursos anteriores
  • Aprendendo a ter uma boa organização
  • Tendo estabilidade emocional
  • Descobrindo um método que se adeque à sua realidade
  • Utilizando técnicas de acordo com o estágio de estudo

 

Espero que você tenha gostado de nosso artigo, não esqueça de curtir nosso site no Face, Youtube e Twitter!

 

Se tiver alguma dúvida, qualquer uma mesmo, deixe nos comentários.

Designed by Freepik